segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Programação Scratch - Projeto 1. A minha localidade e o currículo

Algumas dicas sobre o Projeto 1. A minha localidade (página 18)

Se o projeto for planeado com antecedência, os alunos podem fazer esta atividade recolhendo fotografias com o telemóvel e trazê-las para a aula ou outro dispositivo ou então optamos por pesquisar imagens na internet.

Relação com o currículo do 1º Ciclo


Em qualquer dos casos não se esqueça de insistir nos direitos de autor e abordar a questão da identificação das fontes.

Para exemplificar utilizei esta fotografia que recolhi na minha aldeia (Limãos) perto da serra de Bornes, mas podia ter utilizado outras daqui (álbum raízes

Mais informação sobre este tema aqui!

Entrevista na RTP Açores sobre Programação e Robótica no Ensino Básico

Entre 8 a 11 de novembro decorreu a atividade na Lagoa o Robot Dança, no Expolab em São Miguel.
No âmbito destas atividades  participamos numa entrevista na RTP Açores sobre programação e Robótica. 

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Campanha de livros Programação Scratch

Campanha de livros Programação Scratch  na Leya online

*Campanha exclusiva para professores. Válida até 30 de novembro, limitada ao stock existente.


*Campanha exclusiva para professores. Válida até 30 de novembro, limitada ao stock existente.

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Programação Scratch - Corrida de carros na Escola de São Vicente

Há dias na Escola Básica de São Vicente experimentei a atividades 6  (Corrida de carros) do livro Programar em Scratch para o 2º ciclo.
Esta atividade tem como objetivo - Cria uma pista de corridas e programar um carro para se mover na pista que os alunos desenham , de forma a abordar os blocos da categoria “Movimento”.
  • Mover um ator
  • Definir posição inicial do ator
  • Definir direção inicial do ator


Cada grupo de alunos reproduziu o seu cenário, pela amostra da recriação dos cenários criatividade não lhes falta é desafia-los.  





sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Como fazer um Book Trailer

É a apresentação de um livro através de um pequeno filme. Através do filme, o leitor identifica se o livro faz seu género e se o enredo lhe desperta curiosidade suficiente o para ler.


É um dos melhores meios de divulgação e promoção de um livro. Uma das formas de o fazer é utilizando aplicações de edição de vídeo. O vídeo é um meio comprovado de marketing, pois é um meio de comunicação com muito poder de persuasão. O vídeo envolve dois sentidos ao mesmo tempo – a visão e a audição – e, com isto, amplifica a compreensão e a absorção da mensagem.

Algumas aplicações gratuitas e fáceis de utilizar.
No computador - Windows movie maker download 
online Animoto
 

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Abrir ficheiros em formato .psd sem usar o Photoshop

Pode ser complicado usar ficheiros editáveis de imagem no formato *.PSD caso não tenha acesso ao Adobe Photoshop. 
Uma solução para resolver esta situação pode ser o Paint.net, pois é uma aplicação gratuita de edição de imagens para windows que pode abrir e permitir a edição destes ficheiros. Para isso, temos de instalar o plugin para PSD que também é gratuito.



Disponibiliza menos recursos do que um software profissional, mas é capaz de produzir bons resultados e é suficiente para os projetos educativos. Possui suporte para camadas, função ‘desfazer’ ilimitada, efeitos especiais e muitos outros recursos.

Referi projeto educativos, mas não incluí aqui, propositadamente, as unidades de formação (UFCDs) do Ensino Profissional na área da Multimédia e afins, pois estes alunos têm de saber trabalhar com software profissional que as empresas esperam que conheçam e dominem.

Onde encontra: Paint.NET+PSD Plugin

Como instalar o plugin:

1. Verifique se tem a aplicação Paint.NET 4.0 ou versão superior instalado no seu computador.

2. Feche a aplicação Paint.NET.

3. Download e abra o ficheiro ZIPado, e copie o ficheiro “PhotoShop.dll” para   C:\Programas\paint.net\FileTypes

4. Reinicie a aplicação Paint.NET, para que reconheça automaticamente o plugin e abra os ficheiros em formato PSD.

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Síntese: Avaliação diagnostica

Síntese: Avaliação diagnostica  - após leituras de fontes e de diversas intervenções e partilhas fiz um infográfico sobre a avaliação diagnostica que pode ser melhorado e completado com sugestões.



domingo, 3 de setembro de 2017

MIEExpert! Ups e com este já são 10 anos de projetos reconhecidos nas(com) TIC

Ups e com este já são 10 anos! Temos de comemorar.
10 anos a desenvolver projetos na escola e nas diferentes instituições com as quais colaborei.  10 anos com a Microsoft ao lado, umas vezes mais subtil, outras mais interveniente, foi isto, mas sem me sentir limitada a usar as aplicações que quiser, em qualquer situação das que desempenhei, uso as que gosto e outras que preciso.

Na verdade nem dei pelo passar do tempo, foi sempre tudo tão intenso, tão vivido e saboroso que o tempo voou e pronto estamos aqui. 

2008, ainda, eram outros tempos, não havia a mesma facilidade de participação em projetos noutros países. Na Croácia estava frio, com alguns graus negativos e eu era apenas uma miúda de coração apertadinho no meio da Europa .... aprendi muito, vivi muito, e daí para cá, nenhum obstáculo ou constrangimento (uns por obra do acaso, outros com propósito) me fizeram parar. Pelo contrário quando maior o desafio, e os constrangimentos, maior a vontade de os superar. Quando queremos mesmo fazer, há sempre uma forma...  
Avancemos, cada um com a sua  missão.

  




terça-feira, 30 de maio de 2017

Momento do Dia FLL (First Lego League)

Durante a First Lego League no Instituto Superior Técnico um aluno da Equipa de Santa Maria, Açores, veio falar comigo, com um ar muito inquiridor e ainda bem.

Perguntava-me o aluno muito seguro das suas questões.

Já que é a President@ da Associação dos Professores de Informática queria perguntar-lhe se a Associação não “AMBICIONA” (ênfase no ambiciona) ter uma disciplina na qual pudéssemos aprender isto (“isto”, entenda-se, no meio de um campeonato de robótica, programação e afins).

Respondo-lhe- se ambiciona querido, se ambiciona, só falta fazermos o pino, de resto já provamos tudo, o que havia para provar, para que seja possível. Que permite que “todos” tenham oportunidade de aprender “isto”.

Resposta pronta e incisiva! Andei a pesquisar nos decretos e não há nada previsto nas leis!

A minha cara (caretas!) de admiração devia ter sido filmada!

Respondo-lhe, 
– Pois não o tal Decreto denominado “140” já devia ter sido publicado e ainda não foi, pode ser que seja nas próximas semanas.

-Vou ficar atento!
- Quando sair digo-te, podes contar com isso.


Os milhares de alunos que participaram no Movimento do Código, Hora do Código, Roboparty, Festival Nacional de Robótica, Roboeste e tantas outras também contam? 

sábado, 8 de abril de 2017

Reportagem "O seu filho deve aprender a programar?", na revista Saber Viver

Reportagem "O seu filho deve aprender a programar?" na revista Saber Viver #202 Abril de 2017, pagina 170-172 fresquinha em qualquer banca de revistas perto de si, com entrevista à Fernanda Ledesma da ANPRI ...
Programar uma linguagem universal
Ensinar a programar...a importância de um aluno criador vs consumidor
Literacia para o século XXI que já vai com 17 anos
os gaps da educação e os sonhos
a chegada do ICILS (International Computer and Information Literacy Study) em 2018.










 





sábado, 25 de fevereiro de 2017

Como fazer, quando vários browsers não permitem a execução de aplicações em java e precisamos de aceder a portais de serviços para submeter declarações


Este post apesar de surgir de um relato, tem como objetivo ser uma dica para quem se confrontar com o mesmo problema.

Hoje, precisei de aceder ao efaturas no Portal das Finanças, qual não foi o meu espanto ao tentar no browser Google Chrome, depois no Firefox e ainda no Edge. O portal abriu e permitiu-me a aceder à minha área, em todos os browsers, mas quando pedimos para submeter ficheiros ou declarações, eis que surge o problema. Nos 3 browsers deparei-me com a mensagem seguinte.


Atualizei o java e a mensagem continuava....

Hoje é dia 25, logo o ficheiro tinha mesmo de ser submetido. Assim, toca a procurar soluções.

Comecei por tentar instalar o Internet Explorer e bati de novo em constrangimentos. Parece que não há versões para funcionar com o windows 10. Isto acontece se tivermos versões recentes do sistema operativo e browsers no computador.

Então, fiz uma pesquisa e descobri que o browser Edge, nos permite “abrir com o Internet Explorer” é mais ou menos 2 em 1.


Como? 

Então, temos de ir ao canto superior direito do ecrã e nos ...(três pontos)=> opção “mais” encontramos no menu, a opção “abrir com o Internet Explorer”. 




Foi assim, que resolvi a questão, que provavelmente surgirá a muitos utilizadores, agora na fase de submissão do IRS.

Fica a dica!

sábado, 14 de janeiro de 2017

A propósito de Inspiração …


Há muito que penso e às vezes atrevo-me a verbalizar. que os desafios, as viagens vividas mereciam umas estórias paralelas e partilhadas. Pois, em cada desafio há sempre algo que não faz parte do que nos é solicitado, mas que acontece e que às vezes é que fica como marca do dia. 
Hoje, apeteceu-me partilhar uma dessas estórias, com sabor a mimo ou gratificação, por ser inesperada. 

Há dias no Pavilhão do Conhecimento cruzei-me com 2 rapazes, entre muitos outros, que havia no espaço. Caminhávamos em sentido contrario, eu entrava e eles saíam. Quando um deles, chama por mim, num tom de admiração.

- É a Fernanda Ledesma, perguntou,
- Sim, sou,
- Queria dizer-lhe que foi sobre os problemas que identificou na talk, que fez no Talk a Bit na Universidade de Engenharia do Porto que desenvolvi a minha tese.

Situação inesperada, reação inicial… 

- A sério…faltaram-se as palavras, não é muito habitual, em mim.
- Sim, foi nesse dia que percebi o problema que queria investigar, referiu.

Fiquei feliz e grata, muito grata, mas simultaneamente, senti responsabilidade, pois nunca imaginei que naquele dia, na comunicação iria referir algo que viria a inspirar uma tese. 

A talk foi sobre a questão da programação ou a falta dela, pois ainda não estava implementado o projeto de programação no 1º ciclo, nem havia muitos dos movimentos que hoje emergem. Era quase a única, entre poucos(as) a erguer a voz neste sentido, salientando as vantagens da programação, passaram 3 anos e aos poucos foram-se juntando cada vez mais e hoje somos muitos. Mas continua a haver muito para fazer.

O que ficou desta estória? … Pensei baixinho, quantas vezes sem nos apercebermos, podemos estar a influenciar outras pessoas. Neste caso foi mais inspirar, porque foi bom e um dia, gostava de a ler.